Um amor de outro Mundo

comment2visibility63
Há 4 semanas

Meu tio sempre vem aqui em casa e todas as vezes conta umas histórias arrepiantes de terror. Eu gosto muito de coisas que envolvam o sobrenatural e, amo ouvi-lo contar.

Mas esses dias ele veio e disse que tinha uma história verdadeira para nós contar. Algo que aconteceu com ele. Confesso que fiquei assustado dessa vez.

Há alguns anos atrás, meu tio trabalhava como coveiro no cemitério local da cidade. Já trabalhava a vários anos, e meio que já havia se acostumado com essa vida de ver pessoas mortas dentro de caixões.

Certo dia ele estava no trabalho quando viu uma moça muito linda passar por frente do cemitério. Como ele sempre foi muito cordial, não pensou duas vezes e foi em direção a ela. Perguntou seu nome e já foi logo puxando assunto.

Todos os dias ela passava sempre no mesmo horário, as 18h da noite. Dizia que trabalhava em algum lugar próximo e que aquele era seu caminho para casa.

Todos os dias ela parava em frente ao cemitério para conversar com meu tio. Até que certo dia, ele resolveu convidá-la para sair. Ela, obviamente, aceitou o convite.

Saíram por cerca de 4 meses, mas meu tio nunca a trouxe para que pudesse conhecer a família e nem ela permitia que ele fosse a casa dela. Meu tio não se importava pois estava apaixonado, só queria está com ela.

Sua casa ficava a poucos quarteirões do cemitério, mas ela nunca o permitiu a ir lá.

Meu tio dizia que nas noites de amor entre eles dois, ele sentia o corpo dela frio, e seus beijos se assemelhavam a algo sem vida. Mas como ele a anos trabalhava como coveiro e todos os dias via pessoas mortas, ele se tornou um pouco frio por dentro, e isso não o incomodava.

Em um dia, ele telefonou para ela para saber se iam sair a noite... A voz eletrônica do outro lado da linha dizia que aquele número não existia. Ele, achando ter colocado o número errado, tentou mais algumas vezes e nada.

Ele esperou dar o horário em que ela sempre passava, mas ela não apareceu.

Então ele resolveu ir até a sua casa para vê se ela estava lá ou se havia ocorrido algo.

Ao chegar, ele percebeu que a casa já não parecia como antes. Estava velha e com um ar sombrio.

Ele então bateu, e bateu, e bateu insistentemente, até que uma senhora idosa abriu a porta. Ela aparentava ter uns 70 anos ou mais.

Ela perguntou o que ele queria, então ele perguntou sobre Kelly. A senhora espantada com a pergunta o indagou perguntando quem ele era. Meio tio disse que era namorado dela e contou toda a história. Disse que tinham marcado para sair hoje mais ela não apareceu, ele se preocupou e foi até lá.

A senhora ouvia meu tio aterrorizada. Quando ele terminou de falar, ela apenas apontou para um quadro que estava na parede. Era a foto de uma linda mulher com os cabelos ruivos e enrolados...

Ela então, olhando para o meu tio disse: "_Minha neta morreu a mais de 15 anos... Ela se enforcou no banheiro de casa. O seu nome era Kelly Claynne."

Meu tio pediu desculpas a senhora e saiu de lá. Deixou o trabalho de coveiro e nunca mais passou por lá novamente. Até hoje é um mistério de como tudo isso ocorreu, mas ele diz que ainda a vê, mas finge não vê-la para não cometer o mesmo erro.

Comentários

Anônimo
Gostei muito!
24/09/2020
Anônimo
Muito bom
07/10/2020