Tic Tac

comment0visibility160
Há 4 meses

Tic tac tic tac

O céu noturno estava iluminado pelas estrelas, dando certo toque poético à chacina ao meus pés, enquanto o sangue que me banhava brilhava com a luz da lua.

Tic tac tic tac

Os olhos mortos de minha namorada me encaravam do canto do quarto. O cheiro putrefado do corpo estraçalhado e ensanguentado de Melane já não me incomodava mais. Na verdade, era até atrente.

Tic tac tic tac

Os olhos do amante de Melane me encaravam do canto da sala, transbordados de medo. Ele tremia com a faca enterrada em sua panturrilha. Olhei para o relógio de bolso em minha mão. Já estava na hora. Levantei minha arma e atirei. Mais delicioso sangue espirrou na parede, como tinta espirrando do pincel de um pintor.

Tic tac tic tac

Dei mais um sorriso enquanto via a lua pela janela. Passei dois anos fora, lutando na guerra. Vi o que muitos não deveriam ver. Fiz o que muitos não deveriam fazer. Tiros, explosões, gritos e mortes me cercaram nesse tempo. Mas eu não liguei.

Tic tac tic tac

Na verdade, aquilo me ajudou.

Tic tac tic tac

Eu não sentia remorso antes, e depois da guerra, “remorso” era uma palavra que não existia mais no meu vocabulário.

Tic tac tic tac

Matei inocentes. Matei condenados. Matei soldados. Por que não deveria matar dois traidores?

Tic tac tic tac

Olhei o relógio de bolso em minha mão mais uma vez. Aquele relógio me mantera vivo durante a guerra.

Tic tac tic tac

E seria ele que decidiria o final da minha vida também.

Tic tac tic tac

Pressionei o cano da arma contra minha própria cabeça. Eu já havia me acostumado com a pressão de uma arma contra meu ser, então aquilo não passava de só mais outra vez.

Tic tac tic tac

O tempo me ajudou a viver. E agora é ele que acabará comigo.

Tic tac tic tac