A bíblia é o livro mais lido em todo o mundo, contendo várias histórias fantásticas cheias de fé e esperança para a humanidade. Ali mostra as histórias de homens e mulheres que se tornaram exemplos para o cotidiano de cristãos, católicos dentre outras religiões que proferem a mesma fé.

Mas também existem aquelas histórias que nos dão aquele frio sombrio na espinha. São passagens bíblicas que as vezes duvidamos se realmente aconteceu e o porquê de ter acontecido.

Se Deus é amor, porque permite que isso aconteça com algumas pessoas na bíblia? Quero lhes trazer uma história que com toda certeza irá fazer seu sangue congelar com tanta frieza e tenebrosidade que tal passagem bíblica irá lhe mostrar.

Em Juízes 19:22-30, conta a história de um rapaz que começou a namorar uma jovem, eles decidiram então se casar e viajar para outra cidade para a casa do noivo para então melhorarem de vida.

Ao chegarem na cidade procuraram um local para dormir e não encontraram. Passaram horas procurando e ninguém deu uma hospedagem aos noivos. Um senhor ia voltando para sua casa já tarde da noite quando viu os noivos sentados sem saber o que fazer. Ele então os convidou para passar a noite em sua moradia os tirando do frio da noite.

Quando já estavam acomodados, alguns vadios da cidade cercaram a casa. Esmurrando a porta, começaram a gritar para o homem idoso, dono da casa: "Traga para fora o homem que entrou em sua residência para que tenhamos relações com ele!"

Sim, os homens queriam o noivo o estuprarem. O dono da casa saiu e lhes disse: "Não sejam tão perversos, meus amigos. Já que esse homem é meu hóspede, não cometam essa loucura.".

Então, dentro da sua, digamos, sanidade equivocada, o senhor dono da casa disse: "Vejam, aqui está minha filha virgem e a concubina do meu hóspede. Eu as trarei para vocês, e vocês poderão usá-las e fazer com elas o que quiserem. Mas, nada façam com esse homem, não cometam tal loucura!"

Creio eu que muitos na bíblia tem uma concepção diferente do que é loucura. Os homens então não quiseram ouvi-lo, mas o noivo teve uma idéia inusitada para resolver a situação, mandou a sua concubina para fora, e eles a violentaram e abusaram dela a noite toda. Ao alvorecer a deixaram.

Ao romper do dia, a mulher voltou para a casa onde o seu noivo estava hospedado, caiu junto à porta e ali ficou até o dia clarear, sangrando e toda machucada.

Quando o seu noivo se levantou de manhã para prosseguir com sua viagem, abriu a porta da casa e lá estava a sua noiva, caída à entrada da casa, com as mãos na maçaneta da porta.

Ele então disse: "Levante-se, vamos!", mas ele não obteve resposta. Olhando mais atentamente ele percebeu que sua noiva já estava morta. Ele então a pôs em seu jumento e foi para seu destino.

Quando chegaram a sua casa, foi a cozinha, pegou uma faca e, sem um pingo de remorso ou dor, cortou o corpo da sua noiva em doze partes, e as enviou a todas as regiões de Israel.

Todos os que viam alguma de sua parte, diziam: "Nunca se viu nem se fez uma coisa dessas desde o dia em que os israelitas saíram do Egito. Pensem! Reflitam! Digam o que se deve fazer!". O noivo fez isso para que as pessoas que vissem, sentissem ódio no coração para que se vingassem pelo abuso e morte de sua amada noiva.

Talvez você leia isso e pense: "Nossa, quanta crueldade!", mas isso é só uma das várias histórias bizarras que encontramos na bíblia. E o mais louco de tudo isso é que tudo realmente aconteceu, então quando estiver lendo esse livro tão maravilhoso e esplêndido, tome cuidado quando for seguir o exemplo de algum personagem histórico do livro sagrado, talvez no final você acabe matando alguém.

Baseado no livro de Juízes na Bíblia Sagrada.