Melancolia

comment3visibility71
Por Jeren
Há 1 mês

Já estou nessa por muito tempo,
Frases soltam-se de minha garganta,
Repetidas palavras de ódio próprio em uníssono, o espelho grita.
Minhas lágrimas formam rios no qual não se pode mais ver o fundo.
Mas no fundo, há o espelho, já recém quebrado.

Vivo ignorante e ando inconscientemente à morte,
A nossa vida parece ser um sacrifício sem fim.
Nasci, logo não tenho sorte.
Meus pés sentem a areia movediça,
Onde a minha luta diária apenas aperta meus pulmões como se implorasse por ar constantemente.

Sorrio, disfarçando a dor imensa para a vida,
Em troca, ela estende suas mãos e me pressiona contra as suas palmas.
A vida é um sacrifício duradouro.
A pressão rasga minha pele, como couro.
Você não entenderia, você não sabe como me sinto.

As pessoas à minha volta viajam à milhões de anos-luz, ninguém se importa.
Enquanto isso, eu afundo no acolchoado da cama.
É escuro, mas confortante.
Vicia, como uma droga.
Encaro o teto do quarto enquanto começa a vazar água corrente.

Minha alma agita-se, meu corpo está imóvel.
Todos gritam seus conselhos inúteis e sinceros, mas meus ouvidos já estão encharcados.
Dentro de mim, sinto como se não houvesse necessidade de explicar,
Ninguém entenderia,
Ninguém se esforçaria.

As pessoas que amo correm em minha direção ao perceber que afundo na bile negra,
Mas eu as retorno com decepções e mágoas.
Por que eu as maltrato?
A sensação de que minhas palavras afiadas cortam as pessoas,
Faz com que as bolas brilhantes e pesadas me façam afundar mais rápido.

Eu não quero viver,
Porém tenho medo de morrer.
Eu não vivo por mim,
Eu vivo por você,
Porque sei que a minha ida,
Faria você sofrer.

Comentários

Anônimo
Profundo, muito bom Jeren!
01/10/2020
Anônimo
Consegui interpretar a melancolia, amei como sempre, você é incrível Jerenzinhoo (sou a Black sksk) <3
01/10/2020
Anônimo
Bom!
17/10/2020