Filmes Snuff: A exploração da morte

comment0visibility86
Há 1 mês

No mundo do cinema as obras mais reais são as que chamam mais a atenção do público em geral, porém no snuff o "real" vai além das atuações convincentes e efeitos de maquiagem.

O filme Snuff é tido como uma gravação que mostra cenas reais de morte ou assassinatos com o propósito de lucrar, embora vários boatos sejam criados a respeito de diversos filmes a maioria deles é visto como uma lenda urbana. Passou a ser chamado dessa forma após ser citado no livro The Family – The Story of Charles Manson’s Dune Buggy Attack Battalion de Ed Sanders, onde conta que o Clã do serial killer realizava esse tipo de filmagem.

Hoje irei falar sobre alguns casos reais, onde tais gravações foram encontradas com os respectivos criminosos.

Vídeos Reais:

Nos anos 80, Charles NG e Leonard Lake gravaram vídeos reais de tortura e mortes com garotas que os mesmos confinavam. Lake, cujo maior objetivo era raptar e tornar mulheres escravas sexuais uniu forças com Charles. Na Califórnia colocaram seus planos sádicos em prática, como o estupro, humilhações, torturas e mortes. Se tiver coragem e quiser conferir um vídeo deles clique

https://www.youtube.com/watch?v=3xb3EK-GE8w

Na década de 90, o serial killer Paul Bernardo e Karla Homolka gravaram cenas de estupros e assassinatos e as gravações foram vistas pelo corpo de jurados no tribunal. Paul "atuava" enquanto sua mulher gravava tudo, Karla chegou a oferecer a virgindade da sua irmã, na época com 15 anos, como presente de natal para o namorado, que a violou e matou com Karla gravando tudo, em um filme sádico.

Em meados de 2007 surgiu em fóruns um vídeo de um homem de meia idade sendo espancado até a morte com um martelo, mais tarde os autores foram identificados e nomeados como Maníacos de Dnepropetrovsk. Os dois jovens russos envolvidos foram acusados de 21 assassinatos e o motivo das gravações eram uma quantia em dinheiro que ganhariam de um homem na internet. Para assistir a um dos vídeos clique aqui.

http://runthegauntlet.org/view/Three-guys,-One-Hammer

Em 2012, Luka Magnotta chocou a internet com um vídeo onde ele aparecia desmembrando um estudante e fazendo sexo com seu corpo, antes disso vídeos de torturas à animais haviam sido publicado pelo mesmo. O mesmo caso acabou ganhando tanta repercussão que recebeu uma série documental na Netflix chamada "Don't F*ck With Cats".

Para quem quiser conferir clique aqui:

https://www.documentingreality.com/forum/f166/luka-magnotta-1-lunatic-1-ice-pick-murder-video-105356/

Em janeiro de 2017, em Chicago um homem doente mental foi abusado e torturado fisicamente por 4 pessoas, o incidente foi postado por uma das mulheres agressoras no facebook, o vídeo de cerca de 30 minutos já foi retirado do ar.