A higiene bucal é algo extremamente importante para a vida, algo que deixa a boca saudável e livre de qualquer germe e um mau hálito que pode acabar com qualquer chance de relacionamento que possa ter um dia. Claro, falo isso a vocês com um objetivo, alertá-los de algo muito pior do que só um mau hálito ou infecção, algo que chega até ser sombrio e assustador.

A cerca de mais ou menos dois anos, comecei a não me importar tanto com a escovação correta dos meus dentes. Isso porque morava só em um apartamento no norte de Minas e não tinha tanto tempo, pois meus horários se dividiam em estudar e trabalhar, quase não dormia então me restringi em escovar apenas ao acordar.

Pouco tempo depois comecei a sentir um incômodo na parte de trás da minha boca. Algumas noites não conseguia dormir com essa dor intensa que vinha de algum dente meu. Imaginei que estaria cariado afinal, não estava seguindo à risca os cuidados dos dentes. Tomei vários remédios para infecção e dor, isso ajudou por um tempo, mas não durou muito e as dores voltaram novamente.

Isso já estava afetando meu psicológico, então voltei a escovar meus dentes da maneira correta, mas isso só piorou. Estava decidindo em não ir para o dentista. Se extraísse um dente, teria que ficar de repouso por um tempo e não disponibilizava desse tempo de sobra, precisava trabalhar. Resolvi então “empurrar com a barriga” e seguir em frente, mesmo com dores.

Trocava a todo instante de remédios, tentando encontrar um que amenizasse totalmente as dores. Por incrível que parecesse, minha bochecha do lado do dente que doía não inchou, achava até que estava melhorando, mas isso era apenas uma ilusão. Tomava remédios e injeções cada vez mais fortes, isso aliviava por um tempo, dois, três meses, mas tudo voltava novamente com mais força.

Foi então que algo realmente assustador aconteceu, comecei a sentir algo se mexer dentro da minha boca e juntamente com a sensação, um gosto de sangue. Fui ao banheiro e fiz bochecho com água jogando na pia rapidamente. Olhei e o que vi me deixou em choque, juntamente com o sangue havia vários vermes rastejando tentando sair dali. Dei um passo para trás assustado olhando para o espelho à minha frente.

Abri a boca devagar e vi vários vermes pequenos comendo meus dentes, minha carne e parte da minha língua. Violentamente coloquei minha mão em minha boca desesperado tentando tirar todos aqueles vermes dali, mas o pior aconteceu. Acidentalmente empurrei alguns para dentro da minha garganta fazendo-me engoli-los ainda vivos.

Comecei a me engasgar com eles. Os sentia mexer em minha garganta me fazendo tossir. Olhei novamente para o espelho e vi que eles haviam conseguido furar minha pele comendo a carne da minha bochecha de dentro para fora. Saí correndo do meu apartamento, conseguindo chegar ao hospital antes de desmaiar logo na entrada.

Acordei após mais de quatro horas desacordado na cama do hospital. Abri meus olhos lentamente e vi minha mãe e minha irmã sentadas na poltrona que havia no quarto. Elas vieram até mim chorando, mas felizes por eu ter sobrevivido a esse pesadelo assustador. Por pouco não consegui resistir.

Tive minha garganta prejudicada por conta dos vermes que haviam entrado. Com o pouco tempo que eles ficaram alojados lá, conseguiram romper minhas cordas vocais. Os que eu engoli também foram retirados, juntamente com todos que estavam em minha boca.

Tiveram que colocar enchimentos no buraco que havia ficado no lugar de onde era o dente cariado. Extraíram vários dos que tinham sido prejudicados, a bochecha terá que ficar com um curativo até o buraco que os vermes fizeram, ser tapado por completo não deixando de fora a parte de dentro da minha boca. Claro, com tudo isso, aprendi que jamais devo deixar de cuidar dos meus dentes, pelos menos os que ainda restaram deles.

É assustador imaginar vários vermes comendo seu dente cariado, morando dentro de sua boca e comendo sua gengiva, mas isso pode sim acontecer, então fique esperto. Talvez quando você sentir algo mexer em sua boca, poderá ser tarde demais.