Carinho

comment3visibility607
Há 2 semanas

Você já parou pra pensar de quão bom é um carinho, um aconchego de alguém que amamos!? Mas, que isso instiga em nós um sentimento macabro de tortura!?

Esses dias estava com minha namorada, ela começou a me abraçar e apertar forte, como sou um pouco gordinho, ela, apertando-me, disse: "Nossa! Gosto tanto de te apertar que dá vontade de bater até matar..."

Você pode achar isso engraçado ou estranho de mais para ela dizer, mas acredite, você já fez isso. Pode até não ter falado, mas já pensou. O CARINHO nos instiga a violência de uma forma que não entendemos direito.

Analisa comigo! Uma criança de 3 anos de idade, gordinha, daquelas que tem algumas dobrinhas nas pernas e nos braços, pele macia com olhos azuis... Dá uma vontade imensa de apertar não é!? Apertar até espremer ela.

Alguns sentem até vontade de devora-la. O carinho instiga a violência, o monstro sádico que existe em nós. E você não percebe isso. Somos sim capazes de ferir, matar, por amor, afeição a alguém. Isso já nasce atrelado dentro de nós.

Por algumas vezes, já me deu vontade de esquartejar alguém de tão fofa que era. Isso é estranho não acha? Mas é o que há dentro de nós, um monstro inquieto, que nos faz querer o mal de alguém para nos sentirmos bem.

Você tem esse mostro, esse demônio dentro de você que te faz querer bater, apertar, beliscar, quebrar os ossos ou até mesmo, esquartejar aquela pessoa que tanto amamos e que é tão fofa e gostosa de dar um CARINHO!

Ei! Quer um conselho? Deixe ele tomar conta de você. Espalhe seu CARINHO para todos que você ama... E se possível, os deixe sem fôlego.

Comentários

Anônimo
O que esperar de uma escritor excelente. Parabéns pela história.
12/11/2020
Anônimo
Maravilhoso
13/11/2020
Anônimo
Amo suas histórias, Dean♥️
13/11/2020