O Veneno Acônito

comment0visibility295
Há 4 meses

O Acônito é uma planta conhecida desde a antiguidade por toda Europa, China e Índia, e foi utilizado frequentemente como veneno. Seu nome, Veneno de Lobos (Wolfbane), vem da antiga prática dos Anglo-Saxões de banhar as pontas de flechas e lanças em extratos de Acônito para usar em caçadas e armadilhas para lobos. Esta prática também foi registrada entre muitos grupos indígenas norte-americanos. O Acônito é um veneno extremamente eficaz, pois age rápido e em doses muito pequenas pode levar à morte.

A origem do nome Acônito está relacionada aAkon (ou Aconai), uma antiga localidade da ilha grega Heraclea, local onde a planta é abundante, e de onde se diz que Hércules desceu às regiões infernais. No local também era comum a prática de coletar e preparar as raízes da planta para serem usadas como veneno ou medicamento. A palavra “Acônito” deriva do Grego, significando Akon (lança), referindo-se a flechas ou dardos envenenados com seu sumo, usados na caça. Pode se referir também a Akone (rocha), ou Akonito (sem terra, sem poeira), possivelmente tendo relação com a facilidade da planta em crescer em vales rochosos e lugares rústicos, quase sem terra e que dificultam o enraizamento de plantas. Sua raiz é um rizoma, que lembra um pequeno nabo. Daí vem seu nome napellus, diminutivo de napus

Durante a história, o Acônito tornou-se famoso nos envenenamentos de líderes políticos e sacerdotes. O Papa Adriano VI foi assassinado com Acônito. Alexandre, O Grande também quase foi morto desta forma. Também foi frequentemente usado na execução de criminosos, juntamente com a Cicuta, planta venenosa extremamente potente.

Mesmo sendo uma planta venenosa, o Acônito também foi usado na terapêutica, tendo destaque no tratamento de nevralgias faciais e de outras moléstias, como palpitações nervosas, hipertrofia do coração, asma, afecções que necessitam de ação depressiva do coração ou do aparelho respiratório. Mais tarde, o Acônito também passou a ser usado como medicamento homeopático. Apesar de ser extremamente perigoso, o Acônito é também cultivado como ornamental, devido às suas flores muito vistosas e coloridas, que brotam em grandes ramos durante a primavera